• (51) 3031-4164

Nenhum produto no carrinho.

Audição e Memória

Cuide da sua audição para o bem da sua memória!

 

De acordo com o professor da Universidade Brandeis de Neurociência, Dr. Arthur Wingfield, que vem estudando o envelhecimento cognitivo e a relação entre memória e perda auditiva por muitos anos, escutar com esforço devido à perda auditiva sem resposta está associado a um aumento de estresse e menor desempenho em testes de memória.

 

Sua pesquisa mostra que, mesmo quando as pessoas com perda auditiva não tratada percebem as palavras que está sendo falada, sua capacidade de lembrar a informação é prejudicada, provavelmente por causa do empate em seus recursos cognitivos que poderiam ser usados ​​para armazenar o que foi ouvido na memória. Isto é especialmente verdadeiro para a compreensão da fala rápida e complexa que faz parte da vida cotidiana.

Isto é, mesmo que você tenha uma perda auditiva leve que não está sendo tratada, a carga cognitiva aumenta significativamente, pois é necessário que você faça um esforço maior para perceber e entender o que está sendo dito. Outro estudo também aponta as conseqüências neurais da perda auditiva relacionada à idade não tratada. Nesta pesquisa, eles explicam que, embora a compensação da perda auditiva por outras áreas do cérebro “possa freqüentemente resultar em uma compreensão bem-sucedida, não é destituída de outras operações, como lembrar o que ouvimos”.

Como a perda auditiva afeta a função cognitiva

 

   

Nossos ouvidos e sistema auditivo trazem som para o cérebro. Mas nós realmente “ouvimos” com o nosso cérebro, não com os nossos ouvidos. Por isso a perda de audição não tratada não afeta apenas a capacidade do ouvinte de perceber o som com precisão, mas também afeta a função cognitiva de nível mais alto. Especificamente, interfere com a capacidade do ouvinte de processar com precisão a informação auditiva e dar sentido a ela. Estudos também apontaram que os adultos mais velhos com perda auditiva leve a moderada apresentaram pior desempenho nos testes cognitivos de memória do que aqueles da mesma idade que tinham boa audição.

Um teste de ressonância magnética foi utilizado para analisar o efeito que a perda auditiva tem tanto na atividade cerebral quanto na estrutura. O estudo constatou que as pessoas com pior audição tinham menos matéria cinzenta no córtex auditivo, uma região do cérebro que é necessário para apoiar a compreensão da fala. Assim, os pesquisadores concluíram que a possibilidade de que a perda auditiva dos participantes tivesse um papel causal. Ainda há a hipótese de que quando a estimulação sensorial é reduzida devido à perda auditiva, áreas correspondentes do cérebro reorganizam sua atividade como resultado.

Perda auditiva e demência

Uma série de estudos feitos ao longo dos últimos anos aponta uma ligação entre perda auditiva e demência. Como foi descoberto em uma pesquisa, em que indica que a perda de audição está associada com o declínio cognitivo acelerado em adultos mais velhos e que os idosos com perda auditiva são significativamente mais propensos a desenvolver demência ao longo do tempo do que aqueles que mantêm a sua audição.

Um terceiro estudo revelou ainda uma ligação entre perda auditiva e perda acelerada de tecido cerebral. Os pesquisadores descobriram que para os adultos mais velhos com perda de audição, a perda de tecido cerebral acontece mais rápido do que para aqueles com audição normal.

Alguns especialistas acreditam que as intervenções, como aparelhos auditivos poderiam atrasar ou prevenir a demência.Outros pesquisadores sugerem não só a importância de aparelhos auditivos profissionalmente equipados para ajudar a proteger contra as conseqüências de perda auditiva relacionada à idade, mas também a inclusão de outras intervenções mais amplas, como a formação de reabilitação auditiva, aconselhamento e acomodações ambientais.

Postado em

Leia também...

espirrando

A importância de Tratar Resfriados

casal

Cuidando da sua Audição

bebe exame

Importância do tratamento precoce na Perda Auditiva

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima
× FALE CONOSCO